VARIEDADES VEGETAIS

O desenvolvimento de novas variedades vegetais é uma actividade complexa e dispendiosa. De acordo com a União Internacional para a Proteção das Obtenções Vegetais (UPOV), o desenvolvimento de uma variedade vegetal de interesse leva entre 10 e 15 anos na maioria casos.

Isto faz com que os programas de fitomelhoramento devam ser acompanhados de uma boa estratégia de protecção de modo a facilitar a recuperação do investimento económico realizado. Em particular, a proteção das variedades vegetais ganha grande importância quando se trata de evitar a biopirataria, isto é, a exploração, manuseamento, exportação e/ou comercialização dos recursos biológicos sem a autorização dos seus criadores. Incentiva também ao investimento no melhoramento vegetal e aumenta os rendimentos dos agricultores, além de contribuir para o emprego rural e o desenvolvimento económico, entre outros. 

 Em suma, uma boa estratégia da protecção das variedades vegetais proporciona ao seu titular um conjunto de oportunidades e vantagens competitivas, tais como:

  • Monopólio durante o período de vigência do Título de obtenção vegetal.
  • Período de privilégio face à concorrência.
  • Obtenção de Rendimentos derivados de royalties pela exploração de licenças e/ou cessão dos direitos.

 

A nossa equipa de biólogos, engenheiros agrónomos e farmacêuticos define estratégias com as empresas para proteger a variedade vegetal em qualquer país do mundo. Efetuam a sua tramitação, concessão, manutenção e defesa, além de efetuar o registo comercial daquelas variedades vegetais que assim o exijam para serem comercializadas legalmente.