DENOMINAÇÕES DE ORIGEM E INDICAÇÕES GEOGRÁFICAS

Trata-se de duas figuras diferentes, embora com algumas características comuns. Enquanto a DOP designa a denominação de um produto cuja produção, transformação e elaboração devem decorrer numa determinada zona geográfica, com uma especialização reconhecida e verificada, a IGP indica o vínculo com o território em, pelo menos, uma das fases de produção, transformação ou elaboração e, portanto, o vínculo com o território é mais forte no caso das DOP.

 

 

Na sua estratégia de comercialização, constitui uma sólida decisão empresarial distinguir os seus produtos dos de outros, para aproveitar essa reputação no caso de produtos que provêm da referida região ou beneficiam-se de tais conhecimentos. É importante observar que no caso de tais produtos, a sua empresa deve manter as normas de qualidade previstas para os produtos elaborados em tal região ou mediante tais conhecimentos.
 


A Clarke, Modet & Cº dispõe de uma unidade especializada que oferece um guia na obtenção do direito de exploração exclusiva da Denominação de Origem Protegida (DOP) ou Indicação Geográfica Protegida (IGP) oferecendo proteção legal face a usos indevidos e não autorizados.