É o momento de revisar os novos medicamentos autorizados no ano de 2015 pela EMA (Agencia europeia de medicamentos) e pela FDA (U. S. Food and Drug Administration). Em 2015, a EMA (Agencia europeia de medicamentos) realizou 39 valorizações positivas para 39 novos compostos.

Nomes como Blincyto, Farydak, Imlygic, Opdivo, Entresto, Repatha, Praxbind e Wakix identificam alguns destes novos fármacos, que começam agora sua caminhada comercial.

Não existe dúvida sobre qual é a área de maior interesse: um terço dos novos fármacos é para o tratamento do câncer. 

Observa-se um crescimento no desenvolvimento de medicamentos para doenças raras. No ano passado foram aprovados medicamentos para o tratamento do transtorno do ciclo do sono - vigília em adultos completamente cegos, deficiência de lipase ácida lisossomal e hypophosphatasia de inicio pediátrico.

Por outro lado, a FDA aprovou 45 novas moléculas e 3 novas biomoléculas. Neste ano se conseguiu o maior número da historia de novos medicamentos aprovados para o tratamento de doenças raras.

Estes novos medicamentos já foram colocados no mercado e agora é o momento de monitorar os benefícios e os riscos que eles aportam aos pacientes. O trabalho da EMA e FDA, portanto, não termina com a aprovação dos medicamentos, mas continua após a colocação no mercado de novos medicamentos.